Ao longo dos 8 semestres de curso, o estudante de Educação Musical terá contato com diversas disciplinas e experiências práticas para que adquira uma série de competências. Entre elas:

  • Elaborar e implantar projetos de ensino da música, bem como projetos de formação musical continuada de professores não especialistas.
  • Planejar e administrar atividades sistemáticas de ensino de música.
  • Estimular e orientar o desenvolvimento da musicalidade e potenciais correlatos humanos, tanto em procedimentos formais de ensino quanto em oportunidades alternativas, tendo por base conhecimentos consistentes e atualizados.
  • Ministrar cursos de formação musical atuando como professor de música, regente de coros, pequenas orquestras, bandas ou qualquer outro tipo de conjunto musical em locais variados. 
  • Trabalhar com toda diversidade de faixa etária, incluindo desde bebês até idosos (prioritariamente, porém crianças e adultos).
  • Ensinar conteúdos principais relativos à história, apreciação, teoria, instrumentos e percepção musical.
  • Elaborar ou adaptar técnicas de ensino, estratégias de formação e metodologias de educação musical.
  • Conceber e desenvolver material didático musical original, adequado à faixa etária, região e condições de trabalho.
  • Realizar um trabalho de conscientização e desenvolvimento de potencialidades humanas, dirigido para a educação e melhoria da qualidade de vida do indivíduo, valendo-se para isto tanto de oportunidades pedagógicas em sala de aula quanto de realizações musicais criadas e manifestações culturais presenciáveis na realidade.
  • Realizar pesquisas voltadas para a área do ensino da música e formação de educadores musicais, tendo sempre por base o tempo presente.
  • Dominar os fundamentos da música e para ter conhecimento geral de sua história e de suas principais manifestações em diversas culturas.
  • Tocar ao menos dois instrumentos e conseguir expressar-se vocalmente.
  • Elaborar e implantar projetos de formação de grupos musicais.
  • Dirigir e acompanhar grupos musicais ligados à educação musical.
  • Compor músicas, sonorizações e trilhas sonoras, bem como fazer arranjos e adaptações de músicas e canções de aplicação na educação musical.
  • Produzir e dirigir apresentações musicais para conjuntos musicais diversos, voltados para a educação musical dos participantes e formação básica do público ouvinte.
  • Atuar como agente cultural, ou animador sócio-musical.
  • Atuar como coordenador de educação musical em oficinas culturais, escolas livres, instituições de formação sócio-pedagógica e ou arte-terapêuticas.
  • Produzir, assessorar e realizar crítica especializada de processos musicais enquanto fenômeno de educação.
  • Criar alternativas para a prática musical formadora de grupos de amadores.
  • Participar de trabalho em equipes multidisciplinares, co-elaborando e co-implantando projetos que abordem aspectos musicais do ser humano.